AJUDAMOS A PREPARAR

AS EMPRESAS PARA O FUTURO

Pin it

Chama-se glossofobia e não é mais do que o conjunto de todos os sintomas que tantas vezes invadem quem tem medo de falar em público: transpiração excessiva, boca seca, aumento dos batimentos cardiacos, ruborização facial e tensão muscular, entre muitos outros. Os sintomas são-lhe familiares quando tem de se expor publicamente? Então, saiba que não é um caso isolado. De acordo com o estudo publicado no livro "Communicating for Results: A Guide for Business and the Professions", 75% das pessoas sofre precisamente do mesmo problema, experienciando uma fortíssima ansiedade sempre que é necessário falar em público. No entanto, é possível contornar estes precalços e ganhar a confiança necessária para gerir o mais eficazmente possível qualquer situação em que se tenha de falar em público. Um dos truques passa, por exemplo, por realização de uma formação específica que ensina todos os truques para superar os sintomas de ansiedade e para fazer de qualquer exposição pública uma situação de franco sucesso.

Qual a origem do medo de falar em público?

Falar em público é, como já se referiu, uma situação que pode ser de extrema dificuldade para a maioria das pessoas, levando a que muitas delas se sintam totalmente incapacitadas de realização qualquer exposição oral. Muitas podem ser as origens para esta situação, sendo que os psicólogos são unânimes em defender que o medo de falar em público pode derivar, na maioria dos casos, de três circunstâncias: o medo de não corresponder às expectativas dos outros, inseguranças quanto a identidade pessoal ou até algum histórico de punições e repressões. O certo é que podem bastar pequenos acontecimentos das nossas vidas para que a nossa segurança fique abalada e o receio se instale a nível inconsciente, sendo ativado sempre que a exposição pública se torma eminente.

No entanto, numa sociedade marcada por uma competitividade cada vez mais complexa e agressiva, este receio de falar em público pode gerar fortes consequências tanto a nível social como profissional. As pessoas que não enfrentam e ultrapassam este receio vêm-se impedidas de mostrar as suas valências pessoais e profissionais, podendo acabar por não se sentir integradas nas suas relações intepessoais e até ser prejudicadas profissionalmente, na medida em que não conseguem demonstrar livremente as duas competências, pelo menos a nível comunicacional. É, por isso, cada vez mais importante perceber que a comunicação faz parte integrante do nosso dia-a-dia pessoal, profissional e relacional, sendo essencial combater todos os receios que condicionam a atividade de falar em público.

Formação pode desenvolver facilidade em falar em público

falar publicoAo ser ministrada por profissionais com competências a nível comunicacional e comportamental, a formação pode, de facto, ser a melhor solução para todas as pessoas que pretendem desinibir-se e melhorar a sua facilidade em falar em público. Nestes cursos, todo o conteúdo programático é enfocado nas técnicas de descontração, de assertividade e de eloquência, disponibilizando uma série de ferramentas que são de elevada importância para quem tem necessidade de falar publicamente.

Uma formação em falar em público aborda normalmente aspetos tão distintos quanto a colocação e a projeção de voz, a postura corporal, o contacto visual e o poder das palavras, apostando ainda na programação neurolinguística (uma das mais potentes ramificações da psicologia) para garantir que todos os formandos saem do curso com todas as ferramentas necessárias para realizar apresentações de efetivo sucesso.

Tratando-se de cursos extremamente práticos, estas formações permitem que, em sala, se realizem exercícios e dinâmicas que permitem a cada participante descobrir as suas valências comunicacionais e, de forma total adaptada às suas necessidades, identificar todas as técnicas necessárias para a desinibição "em palco". Sabendo-se que as apresentações são cada vez mais rotineiras para todos os profissionais, pelo que a tarefa de falar em público acaba por ser uma responsabilidade para a maioria das pessoas, a formação pode ser, assim, o melhor caminho para quem quer desenvolver e aperfeiçoar o mais potente canal de influência: a oratória.

sérgio freitas fotografia

Sérgio Freitas: vários «skills» ao serviço de uma única Missão

Chamo-me Sérgio Freitas e a minha Missão é Apoiar Líderes, ao potenciar e encorajar vidas e organizações, incluindo ao nível do PNL e Vendas. Apesar da minha formação de base ser rica nesta área (ESET), assim como diversos «skills» que fui somando (skills de desenvolvimento de negócio e pessoas como TAS, KAM, GAM, na Alcatel-University), investi em ferramentas como Gestão de Marketing (licenciatura IPAM / emoções e necessidades), Certificação internacional de Practicioner, Master e Trainers Trainer em PNL (Pnl-Portugal / nti-nlp), Mestrado em psicologia de emoções (ISCTE). Isto foi essencial para conseguir dominar os conceitos subsequentes ao PNL e Vendas.

ESTAMOS ONDE QUISER…

................

TIRE TODAS AS SUAS DÚVIDAS, NÃO GUARDE NENHUMA!

SEDE:

CASCAIS

Rua Marechal Costa Gomes,

Nº 111 – 1º Dt. Alto da Castelhana

2750-823 Cascais

T +351 214 863 477

M +351 966 912 091

Email: geral@adn-formacao.pt

Avila Business Center:

LISBOA

Av. República, n.º 6, 7ºD

1050-191 Lisboa

T +351 214 863 477

M +351 966 912 091

Email: geral@adn-formacao.pt

Nova Almada Velha:

ALMADA

Rua da Judiaria nº 14

2800-125 Almada

T +351 214 863 477

M +351 966 912 091

Email: geral@adn-formacao.pt

    Google Page